• +55 (28) 3552-8131 r. 292
  • Rodovia BR 482 Alegre x Cachoeiro, Km 47
  • caparaojr@gmail.com

CAPARAÓ JR. MINISTRA CURSO SOBRE CLASSIFICAÇÃO FÍSICA E SENSORIAL DE CAFÉ EM VARRE-SAI/RJ

curso-prova-de-café-caparao-jr

Saber a qualidade do meu produto para saber por quanto eu posso vender é primordial para um negócio de sucesso, não é? Muitas vezes, por falta de conhecimento, muitos produtores de café ainda não têm condições de classificar os próprios cafés que produzem e ficam “reféns” de uma possível falta de ética de um provador da empresa compradora. O objetivo é levar para os produtores o conhecimento necessário para que no momento da comercialização de seu produto eles consigam saber qual o padrão de qualidade e, assim, poderem negociar um preço que valorize ainda mais seu produto.

O minicurso, em parceria com o SEBRAE/RJ, fará com que o participante saiba diferenciar e identificar distintos aromas e sabores encontrados nos cafés, possibilitando a sua classificação, e logo, saber quanto de fato, vale determinado café. O treinamento dura o dia inteiro, durante três dias consecutivos (18, 19 e 20), e é ministrado pelo professor João Batista Pavesi Simão (especialista em Torra, Classificação e Degustação) pela SCAA – Specialty Coffee Association of America e pela Tecnóloga em cafeicultura, Jeziane Apostólico Garcia. Também participam da organização do curso, os alunos do Curso Superior em Tecnologia em Cafeicultura, Italo Fonseca e Mykael Corrêa Alves.

Curso-Sobre-Classificação-Física-e-Sensorial-de-Café-em Varre-Sai-RJ

Curso Sobre Classificação Física e Sensorial de Café, em Varre-Sai/RJ

De acordo com João Batista Pavesi Simão, professor do IFES e orientador da Caparaó Jr., o objetivo principal do minicurso é permitir ao produtor conhecer melhor o seu café, comparando-o a outros já classificados, estimulando-o a buscar melhorias na qualidade. “Durante o curso, quando os participantes passam pela classificação do café, eles compreendem que os grãos avaliados são um check-up geral do que acontece na lavoura e um bom provador, ao fazer a análise do café, sabe o que aconteceu desde a florada até colheita, como chuva ou seca excessivas, falta de adubo ou pouco cuidado com o manejo”, explica o professor.

As turmas são formadas de, no mínimo 12 e, de no máximo de 15 pessoas por turma. O minicurso é sucesso por onde passa, além de Varre-Sai/RJ, o curso já esteve em Vitória/ES, Pedra Menina, em Dores do Rio Preto/ES, Muniz Freire/ES, Santa Margarida/MG, Divino/MG, além de terem sido realizados vários destes cursos dentro do Ifes – campus de Alegre, onde a Caparaó Jr. está instalada.

Sobre o autor /


Técnico em Administração e Graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas - Administrador de Banco de Dados na Caparaó Jr.

Artigos relacionados

Envie seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Redes Sociais

Contato

Rodovia BR-482 Cachoeiro x Alegre, Km 47

(28) 3552-8131 r. 292

caparaojr@gmail.com